Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

RIC (Registro de Identidade Civil)

Essa é a nova carteira de identidade. Começa sair em dezembro. Ficou com uma cara boa! rs

Um poder efêmero e sujo!

Alguns momentos vão ficar marcados nessas eleições: o primeiro, quando os "evangélicos" provaram que são hoje unidos e, mais do que nunca, em número considerável para não terem seus interesses ouvidos. O segundo momento, quando conseguiram mudar o rumo do pleito eleitoral. E o que os  "evangélicos" não enxergaram nisso tudo? É que não tiveram êxito algum! Não deu Marina! O aborto continua acontecendo! Os gays continuam se multiplicando...
   Adentrar o pântano da política só os fez regredir, e o que lhes restou? O lodo de quem anda pela lama: contradições, mentiras e etc. O que antes parecia consciência política e convicção religiosa caiu por terra quando no segundo turno de forma alienada pretendem votar em branco. Vão se abster! Não temos um problema? Estaca zero para a consciência política! Nada mais era do que pura vaidade a desserviço de Deus. 

Isso um dia vai acabar?

    Esse tipo de coisa é um desestímulo à qualquer um que navega pelos mares dos concursos públicos.  Quando concursos pra setores tão respeitados são fraudados com tamanha facilidade, o que esperar de outros tantos certames realizados em âmbito estadual ou municipal em que o apadrinhamento é tão escancarado? Existe concurso público sério nesse país? Eu posso gastar tempo e dinheiro me dedicando? Qual a finalidade do concurso público, não seria um meio de selecionar o candidato mais preparado? Perguntas e perguntas, respostas?    Só a partir da constituição de 1988 se passou a exigir concurso público para o acesso à cargo e emprego público, dentre tantas outras coisas, uma das intenções do legislador era a de permitir que se democratizasse esse acesso e que o possuidor de cargo público fosse realmente o mais bem preparado, o que não vem  acontecendo!          Como numa brincadeira inocente de esconde-esconde, quando você conta de 0 a 10, e aquela criança inocente coloca as mãos nos olho…